Olhos para ver e ouvidos para ouvir

Cego e surdo. Eis o que fui
Na maior parte da minha vida
Todavia, quando eu menos esperava
Sem mesmo saber que era cego e surdo
Ele – Cristo - veio e me tocou... Haja luz! Ele disse


Os meus olhos se abriram
O caos cessou, a escuridão debandou
Uma nova dimensão se mostrou
Ensinou-me o exercício de calar
Ensinou-me o caminho do silêncio
Mostrou-me a arte de ouvir
E sussurrou fé ao meu coração


Agora, como uma criança
Que olha um céu estrelado
E se embala ao som das ondas do mar
Tudo que eu vejo / me encanta
Tudo que eu escuto / me inspira


O Espírito me socorreu
Rompeu a dureza do meu coração
Fez florescer um jardim
Onde tudo era deserto


Aprendi a me ajoelhar
Aprendi a orar
Aprendi a confiar
Aprendi a perdoar
Súbito, como num milagre
Descobri-me em paz e livre
Na presença do Pai Celeste
Sinto-me eleito de Deus


A fraqueza já não me aniquila
Tornou-se para o meu espírito
Um manancial de esperança e força


E até nas mínimas coisas
Eu vislumbro grandes alegrias
Em tudo que se mostra aos meus olhos
Eu vejo a altura, a largura e a profundidade
Do imenso amor de Deus


Sim, em todas as coisas – grandes e pequenas
Eu vejo uma história que pulsa cheia de vida
Querendo, implorando mesmo, para ser contada
O firmamento, a noite, o dia, a flor na beira da estrada
Tudo fala... Tudo discursa sabedoria... Tudo espalha vida


Depois de tanto tempo cego e surdo, tateando na escuridão
Veio-me essa luz que tudo transforma e tudo ilumina
Agora a minha alma é um mundo onde Deus habita
Cessou a angústia de uma antiga orfandade
Passou o sentimento de desamparo
Deus mora em mim... Sinto-me em casa


Olhando para além dos horizontes deste mundo
Vislumbrando as fronteiras da eternidade
Meu espírito se derrama em cânticos de gratidão
Deus teve piedade e compaixão de mim
Correu em meu socorro, falou ao meu coração
E me deu olhos para ver e ouvidos para ouvir...
_VBMello

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luta minha de cada dia

Não existe razão para ter medo...

Mas se não tiver amor, nada serei...

Francamente, esse Jesus é um estraga-prazeres!

Vida de comunhão com Deus

Bem-aventurados os humildes