Venham a mim, todos...

Sim, todos vocês... Grandes e pequenos
Vivos e mortos / doentes e sãos
Santos, hipócritas e pecadores / bons e maus
Carrascos e vítimas / depressivos e suicidas
Religiosos, agnósticos, cínicos e ateus
Todos vocês que tem sede e fome de vida
Venham... A mesa está posta... Os lugares estão dispostos
E tudo está preparado...  Eu sou o pão da vida
Eu sou a água da vida... Eu sou a luz do mundo
Comam e bebam... Iluminem-se


Vocês de consciência cauterizada
Ladrões, covardes e assassinos
E vocês de coração empedrado
Mentirosos, avarentos e trapaceiros
E vocês de alma perturbada
Insones, desesperados e ansiosos
Venham a mim e eu lhes darei um novo coração
Sigam-me e eu lhes darei uma nova consciência


Pais e filhos / senhores e servos
Ricos e pobres / loucos, normais e anormais
Sim, todos vocês, grandes e pequenos
Fracassados sociais, fracassados espirituais
Fracassados econômicos e fracassados morais
E vocês todos que foram feridos no amor
Desesperados, abandonados e traídos
Perdidos nos labirintos da vida
Gente que não se sente em casa
Em  nenhum lugar do mundo... Venham a mim


Eu vou restaurar a força e a esperança de vocês
Eu vou colocar vocês de pé novamente
E novamente vocês vão sorrir e amar
Eu vou sarar e curar a alma de vocês


Eu vou preparar-vos uma nova vida
Vou guiar e iluminar os passos de vocês
Eu farei morada e habitação no coração de vocês
E onde eu estiver - para sempre -  de eternidade em eternidade
Vocês estarão também... Vocês serão meus e eu serei de vocês
Sim, de eternidade em eternidade, seremos um


Sim, todos vocês que se sentem desamparados
Todos vocês que atravessam a vida
Como quem periga numa corda bamba
Todos que foram rejeitados pelo pai
Todos que foram ignorados pela mãe
Todos que foram abandonados e traídos
Todos que desistiram da vida
Todos que foram feridos na alma
Todos que sofrem e fazem sofrer
Todos que perderam a identidade pessoal
Sim, todos os suicidados da sociedade
E os renegados do mundo e da vida
Azarados, sem sorte e amaldiçoados
Venham a mim e eu farei novas todas as coisas
Sim, venham a mim e nasçam de novo
Venham a mim e aprendam o caminho da vida
Sim, aprendam de mim o caminho da mansidão
E corram livres pela vereda da paz...


Todos vocês que tem olhos, mais não enxergam
Todos vocês que tem ouvidos, mas não escutam
Todos vocês que existem, mas não vivem
Aprendam de mim o caminho da vida
Eu sou manso e humilde de coração
Creiam em mim e encontrarão
Verdadeiro descanso e paz
Para a alma de vocês


Eu sou o Alfa e o Ômega
O que é, o que era e o que há de vir
O Todo Poderoso... O primeiro e o último
O Verbo de Deus... Eu sou o que sou


O meu nome é: Maravilhoso, Conselheiro
Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz
Quem tem sede, venha; e quem quiser
Tome de graça da água da vida
Eu sou a ressurreição e a vida
Aquele que crê em mim
Ainda que morra, viverá...
_VBMello

Postagens mais visitadas deste blog

A luta nossa de cada dia...

Não existe razão para ter medo...

Notas sobre fé e sofrimento...