Abra a sua boca, e eu o alimentarei








Abra a sua boca, e eu o alimentarei. [Sl 81:10]
- - -
Orar não é lutar com Deus
Orar é confessar a nossa derrota
É confessar a nossa pobreza espiritual
E reconhecer que sem ajuda
Nós nada podemos fazer



Orar é, de joelho, sem cessar, o tempo todo
Admitir a nossa completa dependência
É, faminto, como o salmista no salmo 81:10
Confessar as nossas necessidades e fomes
E esperar que Deus nos alimente



Abra a sua boca, e eu o alimentarei
Aqui Deus promete muito mais
Do que o pão nosso de cada dia



Sim, Deus sabe que a nossa vida, para funcionar bem
Precisa de algo mais do que alimento diário
Pois a nossa vida não é apenas comer e beber
Temos também - na alma - outras fomes
Fomes que pão algum pode saciar



Deste modo, aquele que garante
O pão nosso de cada dia
Também garante cuidar de nós
Nos nossos anseios e medos mais profundo



Aquele que cuida do nosso corpo
Não descuida da nossa alma



Ele conhece todas as nossas fragilidades interiores
Sabe de todas as nossas ansiedades e vê os nossos medos
Ele não desconhece as nossas fomes e necessidade



Ele sabe perfeitamente bem
Que nem só de pão vive o homem
Sim, ele diz: Não ande ansioso por coisa alguma
Abra a sua boca, e eu o alimentarei



Em outras palavras, o que ele está dizendo é:
Eu sou o seu Deus, nada te faltará
Eu sou o seu socorro no dia da aflição
Eu não escondo o meu rosto do necessitado
Sou o seu refúgio e a sua fortaleza
Não fique longe de mim. Aproxime-se
Eu te protejo, eu te ajudo
Apenas abra a sua boca, que eu te alimentarei



Qualquer fome. As fomes do corpo e as fomes da alma
Ou qualquer outra fome, consciente ou inconsciente
Que possa existir e nos fazer perder 
Sim, qualquer fome, qualquer esperança
Qualquer medo, qualquer ansiedade
Qualquer aflição. Qualquer fome



As nossas fomes mais superficiais, cotidianas e triviais
E também os nossos anseios e temores mais profundos
As dores e aflições que ninguém escuta ou vê
Os fardos insuportáveis que ninguém percebe
Mas que na solidão do nosso quarto
Afligem profundamente a nossa alma


Abra a sua boca, e eu o alimentarei.
Qual é a sua fome? Não importa 
Apenas abra a sua boca
Tenha bom ânimo
Veja a minha salvação
Eu sou Deus e não há outro
Não lute comigo
Acredite em mim
Aproxime-se
Abra a boca
E eu o alimentarei
Eu sou o seu Deus, nada te faltará



Sim, com efeito, esta é a palavra final de Deus
Para todas as nossas fome, medos e ansiedades



Seja qual for a sua fome, ele diz e promete:
Abra a sua boca, e eu o alimentarei
Não ande ansioso por coisa alguma
Eu cuido das flores do campo
Eu alimento as aves do céu
Sim, eu te alimentarei
Eu sou Deus, e não há outro como eu
_VBMello 
- - - -
RECEBA AS NOSSAS ATUALIZAÇÕES - ENTRE COM SEU EMAIL:


Delivered by FeedBurner