A quem temerei?


Diante do inimigo arrogante e atrevido
Que de longe me olha de lado
E zomba da minha fraqueza
E me trata como um nada
Eu firmo os olhos e grito em desafio
Tudo posso naquele que me fortalece!
E a minha voz não gagueja
E os meus lábios não tremem
O tempo todo, todo dia, sem cessar
Estou pronto para o que der e vier
A quem temerei?
Deus vai à minha frente
Derrubando muralhas
Quebrando as portas de bronze
E despedaçando as trancas de ferro
Ele é o Senhor, e não há outro
Não serei envergonhado
Do nascer ao pôr do sol
A minha alma retine com júbilo
E o meu coração se alegra no Senhor...
_VBMello

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A luta nossa de cada dia...

Não existe razão para ter medo...

Notas sobre fé e sofrimento...

Mas se não tiver amor, nada serei...

Francamente, esse Jesus é um estraga-prazeres!

Consolai-vos uns aos outros...

Bem-aventurados os humildes

Rede de escândalos...