Moral da história...


No dia seguinte, depois de saírem de Betânia teve fome, e avistando de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se, porventura, acharia nela alguma coisa; e chegando a ela, nada achou senão folhas... (Mc 11:12,13)
















Passando por uma estrada
Jesus encontrou uma figueira
Havia alguma beleza na figueira
Havia nela algum deleite para os olhos
Mas Jesus, homem de dores
Sem parecer e sem formosura
Nunca foi daquele tipo de homem
Que se deixa impressionar com
A aparência das coisas e das pessoas
Aproximou-se da figueira.... Tinha fome
Queria figos, não folhas
Não era um mascador de folhas
Queria saciar a fome
E não descansar à sombra
Queria essência e não aparência
Ocupado e sem tempo a perder
Vasculhou a figueira de alto abaixo
Balançou os galhos e olhou entre as folhas
E nada, nem um fruto mirrado
A árvore era pura folha, pura aparência
Um engodo para os olhos e nada mais
Jesus teve uma conversa séria
Com aquela árvore e seguiu o seu caminho...
Pouco tempo depois, sem frutos
Cansada de viver de aparência
Oca de qualquer substância verdadeira
A árvore murchou, secou e morreu
Sem compreender que
Diante de Deus e dos homens
O sentido da vida não é se mostrar, é dar frutos...
*
Moral da história: Mais vale um arbusto com frutos
Do que uma figueira agradável aos olhos, mas sem conteúdo.
_VBMello