18 de dezembro de 2016

O amor – dom sobremaneira sublime...

Tudo o que existe já recebeu um nome... Ai dos que chamam ao mal bem e ao bem, mal, que fazem das trevas luz e da luz, trevas, do amargo, doce e do doce, amargo.
[[Eclesiastes 6:10 - Isaías 5:20]
O amor, quando é sem interesse
É fonte de grande consolação e alegria
Quem ama, num gesto único – e simples
Ama e é amado, consola e é consolado
Fortalece e é fortalecido, ilumina e é iluminado
Discerne e é discernido, cura e é curado
Acolhe e é acolhido, santifica e é santificado
Enriquece e é espiritualmente enriquecido...

O amor – dom sobremaneira sublime
Carrega em si a graça de todas as virtudes
Ao mesmo tempo - é humilde e misericordioso
Manso e justo, puro, santo e verdadeiro
O amor é a luz e o sal da terra...

Quem não ama – diz o apóstolo João
Não conhece a Deus, porque Deus é amor.

Quem ama permanece fiel ao nome
E ao significado das coisas mesmas

A pessoa que conhece a Deus
Reconhece as coisas pelos seus nomes
Não batiza com nome certo
Coisas e situações erradas
Nem chama a mentira de verdade

Pelos frutos de cada um 
Ela discerne quem é quem
Não imita a conduta dos pecadores
Nem se assenta na roda dos zombadores
E se afasta, sem arrependimentos, do caminho do Maligno

Com efeito, se existe feitiçaria
Satanismo ou magia negra
Então, para nossa vergonha e queda
Essas coisas começam
No momento exato
Em que – convenientemente
Motivados pela nossa falta de caráter
Cobiça e ausência de temor a Deus
Ou por qualquer outro motivo
Por exemplo, o amor ao dinheiro
Dissimulamos as trevas
Vestindo nela uma roupa de luz
E chamamos a verdade de mentira
E a mentira de verdade

Não se iluda
Os frutos dizem
Cada coisa
E cada pessoa
Tem o seu nome
A sua história
E a sua verdade

Dissimular as trevas
Batizando com o nome certo
O que é errado

Ou batizando com o nome errado
O que é certo

É a essência da arte demoníaca...
_VBMello