12 de fevereiro de 2017

Castelo forte...









Como um homem prudente e temente
Sobre uma rocha inabalável
Eu construí a casa da minha alma



Sobre a casa da minha alma, de repente
Veio a tempestade e veio a solidão       
Veio o abandono e veio o desprezo
Veio a noite escura e veio o vendaval



Em torno do castelo da minha alma
O inimigo montou o seu acampamento
E gritou os seus gritos de guerra
O tropel dos seus cavalos
Fendeu a terra 
E desabou a tormenta



Mas no meio da tormenta
O Senhor me serviu de esconderijo
Como um escudo impenetrável
Da fúria da tempestade
Ele me guardou seguro
O inimigo não prevaleceu



A quem temerei?
Nos dias de deserto
Ele é a minha alegria
E nos dias de solidão
Ele é a minha inspiração



Em lugares secos e desertos
Como uma torrente de água viva
A sua Palavra suave, flui sem cessar



Dia e noite, os meus ouvidos
Estão atentos ao seu chamado
Quando, como uma brisa, ele sussurra e fala
As suas palavras inundam o meu coração
E os meus lábios louvam e cantam
As maravilhas do seu nome...
VBMello