13 de setembro de 2016

A graça de Deus...


Eu te conduzirei ao deserto profundo
E com suavidade falarei ao teu coração...
Renovarei o teu vigor
Serás como um jardim bem irrigado
Como uma fonte de águas inesgotáveis.
- - -
(Oséias 2:14 - Isaías 58:11)



Quanto mais profunda for a nossa fé
Quanto maior for a nossa entrega
Mais espontânea, rica e natural
Será a nossa vida

E verdadeiras
Humildes
Mansas
E misericordiosas
As nossas palavras

Os pensamentos fluirão naturalmente

E o comportamento não mais
Ofenderá e entristecerá o coração

Os desejos e os sentimentos contribuirão
Para um mesmo fim e propósito

Consciente de que vive, respira e se move em Deus
A pessoa não sentirá mais qualquer necessidade
De atrair olhares e atenção para si
Pois tudo que faz, faz para Deus

Livre do poder da ansiedade e da cobiça
Não faz questão de aplausos ou elogios

Livre de poder destrutivo das críticas
E do poder da lisonja dos elogios
Descansa na liberdade da graça de Deus

Pois a sua vida não é vivida com a intenção
De chamar a atenção dos homens
E merecer os seus elogios e aplausos

Em paz com Deus e consigo mesma
Vive unicamente pela fé em Deus
E fonte da sua Palavra e Espírito
Tira a sua inspiração, força e ânimo

O desejo que domina o seu coração
Não é o desejo - e a vaidade
De ser mais do que os outros
Mas sim, o puro desejo
De ser o menor de todos
Servo, como servo foi o seu Senhor

O seu braço é apoio para o cansado
E as suas palavras são animo para os fracos
A sua presença é pão para almas famintas

Nos lugares secretos do seu coração
A graça de Deus, sem cessar
Flui sem estardalhaços
Calma, suave, tranquila e natural
Como um rio que corre para mar
E ela permanece sempre na presença de Deus

Imersa na eternidade, vivendo e orando sem cessar...
_VBMello